“Há roaming no gás”

Existem limitações legais e fiscais que condicionam o fluxo normal de operação no setor de gás, considerou o presidente da Endesa Portugal, Nuno Ribeiro da Silva. Os condicionamentos, como uma duplicação de taxas no transporte energético, levam aquele responsável a considerar que “existe um roaming no gás, na passagem de gás para Portugal”.

Nuno Ribeiro da Silva lamenta que não exista um rumo estratégico neste setor a nível de cooperação ibérica e que faz com que não exista uma frente ibérica no gás, por exemplo. “Ás vezes o imediatismo e oportunidade de medidas políticas leva a que se perca o rumo estratégico”.

Na mesma linha, o presidente da Endesa que é igualmente representante da Câmara de Comércio e Indústria Luso-Espanhola, defendeu uma abordagem conjunta de promoção turística do mercado ibérico.